Lições Aprendidas e seu modelo de governança

A Lição Aprendida pode ser entendida como o conhecimento derivado do resultado inédito, tanto do sucesso quanto do fracasso, fruto de uma atividade organizacional. Espera-se que o reuso do conhecimento adquirido traga benefícios à organização. Assim sendo, o foco no registro e reuso do conhecimento gerado, a implementação de novas práticas organizacionais, a mudança de práticas já existentes, torna-se substancial e fortemente recomendado. Porém, são pouquíssimos os casos de organizações em que existem rotinas efetivas e sistemáticas para o tratamento de Lições Apendidas. Ainda menos expressivos são os casos onde os benefícios decorrentes da sua aplicação são medidos.

Desta forma, a tão reconhecida prática de aprendizagem e mudança organizacional acaba sendo executada apenas “pro-forma”, para vender a ideia de que existe aderência com as práticas de Gestão de Projetos reconhecidas pelo mercado. Por que isso acontece? Os motivos são diversos e transcendem por diferentes âmbitos organizacionais. Pode-se considerar como uma das principais causas é a ausência de um modelo de governança que sistematize o processo de Lições Apendidas. Contar com processos e papéis claramente definidos permite o acompanhamento das atividades e coordenação dos recursos necessários, além de permitir a avaliação dos resultados da sua aplicação. As partes interessadas devem conhecer o processo assim como suas responsabilidades associadas à execução do mesmo. Uma abordagem comum e sistemática permite ainda que o processo possa ser melhorado continuamente, maximizando seus resultados.

Lessons Learned Complete Cycle, 2020. Todos os direitos reservados.

Contato: beatriz@2l2cmet.com